All for Joomla All for Webmasters

“DESENTUPIDORA CURITIBA”

 

Um dos principais focos da gestão de resíduos é o seu transporte. Isso porque muitos desses rejeitos são perigosos, com altas concentrações de poluentes, que representam riscos à saúde das pessoas e ao meio ambiente. Além disso, há leis que determinam responsabilidades e preveem penalidades para quem negligencia seu cumprimento.

 

 

"DESENTUPIDORA EM CURITIBA", Confira os procedimentos para a coleta e transporte de resíduos para tratamento.

“DESENTUPIDORA CURITIBA”, Confira os procedimentos para a coleta e transporte de resíduos para tratamento.

 

Regulamentações legais

A legislação federal regulamenta o transporte de resíduos, por meio da resolução nº 357, de 17 de março de 2005, do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), que estabelece condições para o lançamento de efluentes, e pela resolução nº 430, de 13 de maio de 2011, que complementa a anterior e classifica corpos de água. Há também a resolução 420 da ANTT para transporte de produtos e resíduos perigosos.

 

Também há a norma 13.221, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que regulamenta o transporte terrestre de resíduos, definindo o procedimento adequado para encaminhar os efluentes coletados das empresas. Pela norma, que abrange os resíduos que podem ser reciclados, reaproveitados e/ou reprocessados e determina sua periculosidade, o material deve seguir para locais e sistemas previamente autorizados pelo órgão de controle ambiental competente.

 

Cada Estado também tem sua própria norma para transporte de resíduos. No caso de São Paulo, desde 1976, está em vigor o decreto 8.468/1976, que determina os parâmetros para a liberação de efluentes tratados nos rios ou nas redes de esgoto. Esse decreto estabelece alguns limites, como o máximo de poluentes permitidos no efluente.

 

Ainda em São Paulo, a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) exige o acondicionamento e armazenamento adequados dos materiais de acordo com as normas da ABNT 13221 – Transporte Terrestre de Resíduos –  e expede licença, por documento de autorização, o Certificado de Movimentação de Resíduos de Interesse Ambiental – CADRI.

 

Há resíduos que para serem transportados também necessitam de licenças específicas dos órgãos ambientais estaduais como o CADRI, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis – Ibama –, do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – Inmetro –, entre outros.

 

Equipamentos

De acordo com a determinação da Norma ABNT 13221, o transporte destes materiais deve ser realizado por equipamentos adequados previstos pela ABNT, sendo que estes veículos devem:

 

  1. Encontrar-se em um estado de conservação que não permita o vazamento ou o derramamento do resíduo durante o transporte;
  2. Oferecer proteção contra intempéries aos resíduos, assim como o devido acondicionamento para evitar seu espalhamento na via pública;
  3. Atender à legislação ambiental específica (federal, estadual ou municipal) quando existente, assim como portar o documento de controle ambiental previsto pelo órgão competente (que deve informar o tipo de acondicionamento dos materiais carregados).

As regras determinam, ainda, que não se pode transportar os resíduos junto com alimentos, medicamentos ou produtos que se destinam ao consumo ou uso humano ou animal.

 

Recomenda-se que os caminhões sejam equipados com compressor de anel líquido, devido à sua capacidade de conseguir fazer a coleta em locais de difícil acesso, independente da distância ou profundidade.

 

No mercado, existem diversos tipos de caminhões-tanques capazes de carregar entre 2m³ e 48m³, e muitos deles também possuem sistema de hidrojateamento que consiste na aplicação de um jato de água de alta pressão sobre a superfície, normalmente com a intenção de limpá-la ou desobstruí-la. Com essa funcionalidade, o transporte fica ainda mais prático e seguro.

 

O transporte, ao lado da coleta, é parte fundamental para que seja completo o ciclo de tratamento e destinação dos resíduos e, como tal, não pode ser negligenciado.

FONTE: www.teraambiental.com.br

 

RECOMENDAMOS: www.desentupidoraabagi.com.br

RECOMENDAMOS: www.desentupidoracuritiba24hr.com.br

RECOMENDAMOS: www.desentupidoraemcuritiba.eco.br